• Login (atualize a página se necessário)
Sávio Reale, s/t
Maria Angélica Melendi, Altar em Tepito, México, DF
Sávio Reale, s/t
Alice Costa Souza, Interstício, 2009
Rachel Falcão, Venha a nós o vosso reino..., 2003-2005
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para criar buraco em sabão... dando razão àqueles que não consideram Dalí surrealista, 2011
Lais Myrrha, Fachada subtraída / nº 02, 2004-2008
Maria Angélica Melendi, Altar no Pátio Interior, México, DF
Rachel Falcão, Habita Vida, 2000-2003
Lais Myrrha, Teoria das bordas, 2007

Depois de Fernando Bryce, 2008-2010

Hélio Nunes, Depois de Fernando Bryce, 2008-2010

acontecimento fotografia digital (instalação Visión de La Pintura Occidental, 28ª Bienal de São Paulo).

Essa fotografia, para mim, é paradigmática: como pensar o pensamento e as expectativas dessa moça que olha através da objetiva; como encarnar a outra moça que posa para a foto; como imaginar o que o bombeiro divaga; como pensar o meu pensamento e minhas expectativas no momento que fotografei tudo isso? Como, finalmente, a partir desses inúmeros espaços, chegar ao espaço onde a obra de Fernando Bryce se encontra?