• Login (atualize a página se necessário)
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para plantar feijões que não nascem, 2008
Maria Angélica Melendi, Altar em  Chapultepec, Mexico, DF
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para criar buraco em sabão... dando razão àqueles que não consideram Dalí surrealista, 2011
João Castilho, Tempero, 2009
Douglas Pego, Capas para Convencer a Ler, 2007-2010
Clara Albinati, A Paixão Segundo, 2008
Sávio Reale, s/t
Sávio Reale, s/t
Hélio Nunes, Ordenação empilhativa de “Liberdade – o homem nasceu para pensar”, 2012 [1962]
Maria Angélica Melendi, Santuário de Cromañón, Buenos Aires, Argentina

Ordenação empilhativa de “Liberdade – o homem nasceu para pensar”, 2012 [1962]

Hélio Nunes, Ordenação empilhativa de “Liberdade – o homem nasceu para pensar”, 2012 [1962]

Participação espectral de Hélio Nunes.

1) instalação: Pássaro do Amanhã, 1962, com dedicatória a Astrogildo, datada 9-4-60, por Hélio Nunes, vários outros títulos empilhados, um caixote e um pijama;

2) ação: chute e débâcle.

Dimensões variáveis, dependendo da estabilidade da pilha, da ordem do artista na montagem e da receptividade do público.

Leia mais Sobre “Ordenação empilhativa..”