• Login (atualize a página se necessário)
Fabíola Tasca, 1ª Polifônica de Diamantina, 2008
Hélio Nunes, Depois de Fernando Bryce, 2008-2010
Sávio Reale, s/t
Sávio Reale, s/t
Alice Costa Souza, Candelária, 2012
Douglas Pego, Para Representar de Novo, 2008
Lucas Delfino, Projeto Memorial da Declaração dos Direitos Humanos, 2008-2009
Hélio Nunes, Ordenação empilhativa de “Liberdade – o homem nasceu para pensar”, 2012 [1962]
Maria Angélica Melendi, Santuário de Cromañón, Buenos Aires, Argentina
Sávio Reale, s/t

(Para que serve a pintura?) Para plantar feijões que não nascem, 2008

Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para plantar feijões que não nascem, 2008

aquarela, algodão e feijões pretos em potinhos bonitinhos, 3,6cm Φ cada um.

Exatamente isso, nem mais nem menos: peguei minhas melhores tintas, coloquei com água em potinhos, deitei os feijões, aguei e os feijões não nasceram. Experimento típico... Depois me disseram que tinha que ficar no escuro. Mas aí não é pintura... Tem pintura no escuro?