• Login (atualize a página se necessário)
João Castilho, Tempero, 2009
Fabíola Tasca, 1ª Polifônica de Belo Horizonte, 2007
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para tapar um buraco na mesa onde tomo café com uma imagem temática, 2008
Sávio Reale, s/t
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para criar buraco em sabão... dando razão àqueles que não consideram Dalí surrealista, 2011
Douglas Pego, Para Ver Vazia, 2009
Ariel Ferreira, Homenagem a Tamandaré, 2008
Fabíola Tasca, em obra project (2012-2016)
Lucas Delfino, Rito de Passagem: O beijo, 2010
Adolfo Cifuentes, El Viajero, 1995

Onde e quando a obra acontece: a “forma-trajeto”