• Login (atualize a página se necessário)
Fabíola Tasca, 1ª Polifônica de Belo Horizonte, 2007
João Castilho, Aqui tudo, 2007
Sávio Reale, s/t
Maria Angélica Melendi, Altares de la Santa Muerte, México, DF
Maria Angélica Melendi, Altar em  Chapultepec, Mexico, DF
Douglas Pego, Para Ver Vazia, 2009
Hélio Nunes, Ainda dá para brincar de Malraux em 2008?
Melissa Rocha, Projeção Luz, 2008
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para criar buraco em sabão... dando razão àqueles que não consideram Dalí surrealista, 2011
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para plantar feijões que não nascem, 2008

Primeira Pessoa, 2010

Fabíola Tasca, Primeira Pessoa, 2010

Ação realizada na Barragem Santa Lúcia, em Belo Horizonte, nos dias 27 e 29 de junho de 2010.

A ação consistiu em distribuir 41 bóias na lagoa da barragem, utilizando um pequeno barco. As bóias eram câmaras de ar de pneus de caminhão sobre as quais estavam pintados todos os pronomes pessoais, exceto os relativos à primeira pessoa do singular e do plural.

Trabalho realizado com os benefícios da Lei de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Fotografia: Pedro David

Vídeo: Daniel Carneiro

disponível em: http://vimeo.com/19717261