• Login (atualize a página se necessário)
Hélio Nunes, (Para que serve a pintura?) Para plantar feijões que não nascem, 2008
Rachel Falcão, Voragem, 2006 (detalhe)
Lais Myrrha, Bestiário, 2005
Melissa Rocha, Carreira de Monalisa, 2007
Ines Linke e Louise Ganz, Percursos, 2007
Sávio Reale, s/t
Lucas Delfino, Via Dolorosa (O Semeador), 2010
Tales Bedeschi, Matriz Perdida Invertida I, 2010
Melissa Rocha, Projeção Luz, 2008
Fabíola Tasca, Parlatório, 2005

Depois da etnografia (no lugar do patrão): diálogo cruzado com Santiago Sierra e outros artistas “pós-etnográficos”, a partir de Foster e Benjamin